ACESSE AQUI INFORMAÇÕES SOBRE O MEU TRABALHO E SESSÕES DE ATENDIMENTO TERAPÊUTICO

Expansão da Consciência para viver com Autoestima












"Eu sei que todos os dias quando eu acordo
Deus dá um sorriso e me diz:
'Estou te dando a chance de tentar de novo'."

Caio Fernando Abreu





"Ter baixa autoestima é como dirigir pela vida
com o freio de mão puxado."

Maxwell Maltz




"O amor gera curas milagrosas.
Amar a mim mesmo
opera milagres em minha vida."

Louise Hay




"Se você quer transformar o mundo,
experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal
e realizar inovações no seu próprio interior."

Dalai Lama





***********************************************

EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA
PARA VIVER COM AUTOESTIMA





Vamos começar com uma pergunta:

O que é autoestima?

A autoestima é a opinião e o sentimento
que cada pessoa tem por si mesma.

E isso inclui ser capaz de se respeitar, confiar e gostar de si.
exatamente como se é aqui e agora, neste momento,
sem as famosas palavrinhas:

' mas ',

' se ',

' quando ',

' enquanto ',

' até que ',

' assim que '...

e outras.



Fácil?

Nãoooooooo...

Nem um pouco.


Mas podemos aprender a nos amar,
aliás se o fizermos tudo tem tendência a melhorar
e o melhor caminho é
através do autoconhecimento e do diálogo interno,
através da Consciência.


A autoestima surge da autoimagem positiva que temos de nós,
é algo que construímos de forma pró-ativa.

A autoestima não se constrói na passividade,
nem quando pensamos que vem de acontecimentos exteriores,
a autoestima desenvolve-se no mundo interior.

O que se pretende é uma construção sólida,
e isto só é possível a partir do nosso interior.

A autoestima baixa, geralmente, está relacionada
a falsos valores, crenças ou padrões negativos
a respeito de si mesmo(a)
possivelmente adquiridos desde a infância.




As características da autoestima baixa são:

* insegurança,

* inadequação,

* perfeccionismo,

* dúvidas constantes,

* incerteza de quem se é, desconhecimento de Si mesmo,

* visão negativa e destrutiva de Si mesmo,

* sentimento de não ser capaz de realizar nada,
o que leva muitas vezes à depressão,

* excesso de autocobrança, autocrítica, autojulgamento,
e não se permite errar,

* necessidade de agradar sempre,
ser ' a boazinha ' ou ' o bonzinho ',
' a simpática ' ou ' o simpático ', etc.,

* necessidade de aprovação e reconhecimento externos
das outras pessoas, etc.




O que diminui a autoestima?


* autocobranças, autocríticas e autojulgamentos,

* sentimento de culpa,

* sentimentos de abandono ou rejeição,

* carências,

* sentimentos de frustração ou decepção,

* vergonha,

* inveja, orgulho, vaidade,

* timidez,

* insegurança,

* medo,

* humilhação,

* raiva,

* perdas e dependência financeira ou emocional,

* e outras...



Trabalhar internamente para a construção
de uma autoestima saudável
através da consciência consiste
em ter a compreensão de que
o que está fora é, tão somente, um reflexo
do que vive dentro.



Observe os seguintes aspectos:

* se você não sente amor por si mesmo(a),
será muito provável, que também ninguém
sinta amor por você,

* se você não se sente bem com o que possui,
será muito provável, que também ninguém
respeite aquilo que você tem,

* se você não gosta de seu corpo e não se respeita,
será muito provável, que também alguém
tenha a mesma opinião sobre o seu corpo
e que não tenha respeito por você,

* se você não se sente bem com a vida que tem,
será muito provável, você atrair algo indesejável para si,
como uma enfermidade, um acidente ou alguma experiência
para que você repense sobre a sua vida,

* se você tem dificuldade no relacionamento com as pessoas,
será muito provável, que você atraia pessoas
na mesma frequência de vibração,

* se você é uma pessoa que não respeita os seus limites,
será muito provável, que você sofra com pessoas
que também vão querer ultrapassar os seus limites,

* se você tem por hábito vibrar ou colocar o seu foco
em aspectos negativos da vida, em tragédias, em injustiças,
em violência, em desperdícios ou em dores e sofrimento,
será muito provável, que este seja o enredo
e o roteiro da sua vida.





Responda a essas questões relacionadas a baixa autoestima:


* Você pensa excessivamente de modo negativo sobre si mesmo?

* Você se analisa por qual razão você é do jeito que é?

* Você tem medo da adversidade?

* Você vive com angústia diante das questões para resolver?

* Você assume uma postura de alienado
ou em oposição aos seus pais
ou figuras de autoridade em geral?

* Você tem dificuldade de se alegrar e de sorrir?

* Você tem uma visão negativa
ou desesperançada de si mesmo,
da sua família ou até da sociedade?

* Você sente-se muito cansado, sem motivação?

* Você costuma estar relutante ou sente-se incapaz de definir
e alcançar os seus objetivos?

* Você sente dificuldade de ficar com você mesmo,
ou seja, sozinho, e
precisa ter sempre alguém com você?

* Você prefere ficar sozinho do que conhecer novas pessoas
e estar na companhia de outras pessoas?

* Você afasta as pessoas ou se afasta das pessoas?

* Você tem dificuldade em fazer e manter amigos?

* Você evita olhar nos olhos das pessoas
quando em uma conversa?

* Você tem dificuldade em confiar
verdadeiramente nas pessoas?

* Você tem dificuldade de intimidade e afeto?

* Você recusa-se a assumir riscos em sua vida?

* Você sente-se carente e tem uma tendência a apegar-se
à falsa independência?

* Você cria situações negativas em seus relacionamentos?

* Você, em casos extremos, pode ser anti-social
ou talvez até violento?

* Você fala para si mesmo e de si mesmo de forma negativa?

* Você não diz a verdade e
tem ocasiões que usa mentir
sobre si, algo ou alguém?

* Você não mantém a sua palavra?

* Você não perdoa a si mesmo ou aos outros?

* Você não tem empatia ou compaixão
por outras pessoas?




O nível e a qualidade da autoestima,
embora correlacionados, não são sinônimos.

A autoestima pode ser elevada, mas frágil
como por exemplo: narcisismo,
ou a autoestima pode ser baixa, porém segura
como por exemplo: humildade.


Aumentar a autoestima implica
em algumas mudanças de comportamento.

O comportamento vai mudando com a prática e a intenção.


A autoestima é uma realização,
um processo que energiza e lhe dá motivação,
e desenvolve-se com a experiência das coisas que fazemos.

A autoestima é a experiência
de ser capaz de enfrentar os desafios da vida
absorvê-los como aprendizado
e promover a felicidade.



Para elevar a autoestima é preciso:


* Consciência de Si,

* autoconhecimento,

* gostar da imagem de si mesmo(a) refletida no espelho,

* identificar as qualidades em si e não só os defeitos,

* aprender com as experiências passadas,

* tratar-se com amor, acolhimento e carinho,

* ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança),

* manter um diálogo interno,

* estar aberto(a) e disposto(a) ao trabalho interno
de autoconhecimento, transformação e evolução,

* acreditar que merece ser amado(a) e é especial,

* fazer todos os dias algo que o(a) deixe feliz,
em harmonia, equilíbrio e paz consigo mesmo(a),
que podem ser coisas simples como:
dançar, ler, descansar, ouvir música,
conversar com um amigo, caminhar.




Resultados da autoestima elevada:


* ficar mais à vontade em oferecer e receber elogios
e expressões de afeto pelas pessoas,

* os sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem,

* harmonia entre o que sente ( interior )
e o que expressa ( exterior ),

* a necessidade de aprovação diminui ou desaparece,

* maior flexibilidade diante das situações
e acontecimentos do dia a dia,

* autoconfiança elevada,

* amor e apreciação por Si mesmo,

* satisfação pessoal sem as palavrinhas:
' mas ', ' se ', ' quando ', ' enquanto ', ' até que ', ' assim que ', etc.,

* melhor desempenho profissional,

* relacionamentos saudáveis com tudo e todos,

* paz interior.




A qualidade da autoestima pode ser,
indiretamente avaliada,
de várias formas:


* em termos de sua constância através do tempo
( = estabilidade ),

* em termos de sua independência ao se apresentarem
condições particulares ( = não-contingência),

* em termos de quão entranhada ela esteja a nível psicológico
( = inquestionabilidade ou automaticidade ).




Os quatro pilares da autoestima:


1. Autoaceitação:

* uma postura positiva com relação a si mesmo(a)
o que inclui elementos
como estar satisfeito e de acordo consigo mesmo(a),
respeito a si próprio,
ser ' um consigo mesmo '
e se sentir em casa no próprio corpo.


2. Autoconfiança:

* uma postura positiva com relação
às próprias capacidades e desempenho
o que inclui as convicções de saber
e conseguir fazer as coisas,
de fazê-lo bem,
de conseguir alcançar algum objetivo,
de suportar as dificuldades e
de poder prescindir de algo.


3. Competência social:

* é a experiência de ser capaz de fazer contatos
o que inclui saber lidar com as outras pessoas,
sentir-se capaz de lidar com situações difíceis,
ter reações flexíveis,
conseguir sentir a ressonância social dos próprios atos,
saber regular a distância ou proximidade com outras pessoas
em seus relacionamentos.


4. Relacionamento social:

* estar ligado em uma rede, uma comunidade ou grupo
de relacionamentos positivos,
o que inclui uma relação satisfatória com o parceiro(a),
com a família, com colegas de trabalho, com amigos,
e estar à disposição deles e poder contar com todos eles
( = equilíbrio entre dar e receber ),
e ser importante para outras pessoas.

Os dois primeiros pilares representam
a dimensão intrapessoal da autoestima,
os dois outros sua dimensão interpessoal.




Quer experienciar um exercício?

Então vamos ao exercício...


Esta reflexão através da consciência
poderá ser feita, também, sentando-se em frente a um espelho,
de preferência com a visualização de seu corpo inteiro,
onde você vai conversar consigo mesmo
- pode ser em voz alta ou em silêncio -
olhando nos seus olhos refletidos no espelho
essas conversas serão sempre
com o seu melhor amigo (a):

V o c ê   m e s m o (a) !




E o objetivo é que através da conversa consigo mesmo:


* você se torne atento e consciente das próprias emoções,
 sentimentos, sensações, percepções, intuições,
necessidades físicas e corporais,
mentais, emocionais e espirituais,

* você se relacione respeitosa e amorosamente consigo mesmo,

* e que você cuide de si mesmo com amor e carinho.



Todos nós seres humanos temos autoestima
porque é um recurso nato,
alguns a encontram com maior facilidade,
outros demoram um pouco mais,
e o fazem quando olham para dentro de si mesmos
e quando isso acontece
ela se manifesta na forma de uma luz
que guia e ilumina a nossa caminhada.


Bom reencontro consigo mesmo diante do espelho!

Boas conversas consigo mesmo diante do espelho!

Tenha estima por si mesmo(a)!

Ame a si mesmo(a)!

Agradeça por tudo o que você é
exatamente como é aqui e agora:

Você é um ser humano especial !

Seja a melhor e a mais bela versão de si mesmo(a)!



Reverencie todo o aprendizado que teve
até este exato momento da sua vida e
todas os acontecimentos, situações e fatos,
e pessoas envolvidas
t u d o
exatamente como foi e como é
faz parte do seu processo evolutivo!


Tudo está sempre certo exatamente como é e está!


Boa reflexão com consciência!



Por Sandrah Belleza Novelli




Acesse também:



Expansão da Consciência
de nossa Luz e de nossa Sombra



http://www.sandrahbellezanovelli.com/2016/01/expansao-da-consciencia-de-nossa-luz-e.html







Expansão da Consciência para
compreender a postura de vítima




http://www.sandrahbellezanovelli.com/2016/01/expansao-da-consciencia-para.html





Expansão da Consciência para

um Ano Novo Especial para Você




http://www.sandrahbellezanovelli.com/2016/01/expansao-da-consciencia-para-um-ano.html






Expansão da Consciência para

Viver a Vida em sua Plenitude



http://www.sandrahbellezanovelli.com/2016/01/expansao-da-consciencia-para-viver-vida.html





Expansão da Consciência
para conversar com a sua Sombra




http://www.sandrahbellezanovelli.com/2016/01/expansao-da-consciencia-para-conversar.html








TERAPEUTA DE FREQUÊNCIA VIBRACIONAL






 +55 (11) 964-311-500 Tim / WhatsApp 



 Estou à disposição para atender você! 

 Aguardo o seu contato. 

 Com carinho,
Sandrah